Precipitações máximas esperadas em Mariscal Estigarribia, Paraguai, via distribuição Gumbel.

Carlos José dos Reis, Guido Gustavo Humada González, Gilberto Rodrigues Liska, Juliano Bortolini, Jose Humada Sosa, Luiz Alberto Beijo, Lucas Monteiro Chaves, José Maria González Balbuena

Resumen


Devido à importância do conhecimento da ocorrência de precipitações máximas para o planejamento e a tomada de ações em atividades como a agricultura,
realizou-se o presente trabalho com o objetivo de estudar o ajuste da distribuição Gumbel às séries mensais de precipitação máxima de Mariscal Estigarribia, Paraguai e determinar os valores de precipitação máxima para os tempos de retorno de 10, 20, 40, 60, 80 e 100 anos. As séries históricas utilizadas foram obtidas a partir dos registros históricos da Estação Meteorológica de Mariscal Estigarribia, relativas ao período de 1971 a 2012. Para
avaliar a independência das observações em cada mês utilizou-se o teste de Ljung-Box e para verificar a adequabilidade do ajuste da distribuição Gumbel aos
dados foi utilizado o teste de Kolmogorov-Smirnov, ambos ao nível de significância de 5%. Verificou-se que a distribuição Gumbel ajustou-se em quase todos os meses, com exceção dos meses de junho, julho e agosto (valor p < 0,05). Os maiores níveis de retorno de precipitação máxima são esperados para os meses de dezembro a março.


Palabras clave


Agricultura; planejamento; ações; níveis de retorno.

Texto completo:

PDF

Referencias


Assis, JP; Souza, RP; Silva, RM; Linhares, PCF. 2013. Ajuste de sete modelos de distribuições densidade de probabilidade às séries históricas de umidade relativa mensal em Mossoró-RN. Revista Verde,

(1): 01-10.

Astolpho, F; Camargo, MBP; Bardin, L. 2004. Probabilidades mensais e anuais de ocorrência de temperaturas mínimas do ar adversas à agricultura na região de Campinas (SP), de 1891 a 2000. Bragantia, 63(1): 141-147.

Baddour, O; Kontongomde, H; Trewin, B. 2007. The role of climatological normals in a changing climate. Geneva: World Meteorological Organization. Acesso em: 30 ago. 2015. Disponível em: http://www.wmo.int/pages/prog/wcp/wcdmp/documents/WCDMPNo61.pdf>.

Bautista, EAL; Zocchi, SS; Angelocci, LRA. 2004. Distribuição generalizada de valores extremos aplicada ao ajuste dos dados de velocidade máxima de vento em Piracicaba, São Paulo, Brasil. Revista

Matemática e Estatística, Jaboticabal. 22: 95-111.

Beijo, LA; Muniz, JA; Volpe, CA; Pereira, GT. Estudo da precipitação máxima em Jaboticabal (SP) pela distribuição de Gumbel utilizando dois métodosde estimação dos parâmetros. Revista Brasileira de Agrometeorologia, Santa Maria, v. 11, n. 1, p. 141-147, 2003.

Camargo, MBP; Júnior, MJP; Alfonsi, RR; Altino, AO; Brunini, O. 1993. Probabilidade de ocorrência de temperaturas mínimas absolutas mensais e anual no estado de São Paulo. Bragantia, Campinas. 52(2): 161-168.

Coles, S. 2001. An Introduction to Statistical Modeling of Extreme Values. London: Springer. 228p.

Hartmann, M; Moala, FA; Mendonça, MA. 2011. Estudo das precipitações máximas anuais em Presidente Prudente. Revista Brasileira de Meteorologia. 26(4): 561-568.

Liska, GR; Bortolini, J; Sáfadi, T; Beijo, LA. 2013. Estimativas de velocidade máxima de vento em Piracicaba-SPvia séries temporais e Teoria de Valores Extremos. Rev. Bras. Biom., São Paulo. 31(2): 295-309.

Ljung, GM; Box, GEP. 1978. On a measure of lack of fit in time series models. Biometrika,65: 297-303.

Marengo, JA. 2010. Mudanças climáticas, condições meteorológicas extremas e eventos climáticos no Brasil. In: MARENGO, JA; SCHAEFFER,

P; PINTO, HS.; ZEE, DMW; LUCENA, AFP; SZKLO, A. Mudanças climáticas e eventos extremos no Brasil. Rio de Janeiro: Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável (FBDS) e Lloyd’s.Acesso em: 20 dez. 2015.

Disponível em: .

Naghettini, M; Pinto, EJ. 2007. Hidrologia Estatística. Belo Horizonte: CRPM. 552p.

R CORE TEAM. R: A language and environment for statistical computing. Vienna, Austria, 2015. Acesso em: 15 out. 2015. Disponível em:

www.r-project.org>.

Sansigolo, CA. 2008. Distribuições de extremos de precipitação diária, temperatura máxima e mínima e velocidade do vento em Piracicaba, SP

(1917-2006). Revista Brasileira de Meteorologia, São José dos Campos. 23(3): 341-346.

Santos, WO; Mesquita, FO; Batista, BDO; Batista, RO; Alves, AS. 2014. Precipitações máximas para o município de Mossoró de 1964 a 2011 pela

distribuição de Gumbel. Irriga. 19(2): 207-213.

Stephenson, AG. 2002. evd: Extreme Value Distributions. R News, 2(2): 31-32. Acesso em: 18 de junho 2015. Disponível em:

.


Enlaces de Referencia

  • Por el momento, no existen enlaces de referencia


Instituto Paraguayo de Tecnología Agraria - IPTA. Oficina Central, Ruta 2, Km 10,5 - San Lorenzo, Paraguay